apresentam

Conferência Anbima Cetip de Renda Fixa

Banco Central destaca tripé econômico para retomada do crescimento

Publicada em 20/09/2016 - 12:59

Responsabilidade fiscal, controle da inflação e regime de câmbio flutuante formam o tripé macroeconômico capaz de assegurar a retomada da estabilidade, da confiança e do crescimento sustentável da economia. A declaração é diretor de Política Monetária do Banco Central, Reinaldo Le Grazie, durante a cerimônia de abertura da Conferência ANBIMA Cetip de Renda Fixa, nesta terça-feira, 20, em São Paulo.

Em seu discurso, Le Grazie falou sobre o papel da autoridade monetária na retomada da economia. “O Banco Central contribui à medida que assegura tanto a estabilidade do sistema financeiro quanto a manutenção do poder de compra da moeda, ao garantir uma taxa de inflação baixa e estável”, disse.

Segundo ele, o controle da inflação é alcançado pelo emprego do sistema de metas de inflação. Já o regime de câmbio flutuante pede intervenções pontuais que alterem a trajetória de longo prazo da moeda. Por fim, a responsabilidade fiscal contribui para a manutenção de uma inflação baixa e para a queda sustentável dos juros reais ao longo do tempo, fatores importantes para o desenvolvimento do financiamento de longo prazo no Brasil.

Le Grazie mencionou, ainda, a necessidade do aprimoramento da regulação e da tributação dos instrumentos de investimento para atrair recursos privados para o financiamento da infraestrutura. “Além disso, é preciso discutir soluções que contribuam para a redução do custo de intermediação financeira, buscando maior eficiência no sistema bancário e diminuindo a diferença entre a remuneração oferecida aos investidores e o custo do crédito para o tomador final. Aqui percebemos o papel relevante do mercado de títulos privados de renda fixa e a importância de seu desenvolvimento”, disse. Para ele, quando alcançarmos a estabilidade monetária, a melhora dos fundamentos macroeconômicos e a redução sustentável dos prêmios de risco e dos juros reais de longo prazo, teremos um ambiente propício para o fortalecimento do mercado de títulos privados de renda fixa como fonte de recursos de longo prazo no País, com o aumento de emissores, de investidores e da liquidez.

Achou relevante essa notícia? compartilhe com seus amigos:

Mais notícias